03 – Conceitos

É apresentado, a seguir, um descritivo básico do Tramway em uma visão própria do autor deste blog, sem cair em conceitos bibliográficos e assim, suscetível a comentários e opiniões gerais, objetivo deste site. Obviamente as soluções hoje disponíveis são bem amplas mas abordaremos o tema na sua forma mais convencional.

Tramway de Dublin - Irlanda (fonte Wikipedia)

Tramway de Dublin - Irlanda (Wikipedia)

Tramway é um sistema de transporte público sobre trilhos concebido para operar em ambientes urbanos, ao nível do solo, adaptado e compartilhando com as condições de tráfego local e o acesso do público à área de movimentação, sejam pedestres ou ciclistas. Conhecido no Brasil como VLT, sua sigla é proveniente do termo “Veículo Leve sobre Trilhos” e caracteriza sua construção e design considerados “Leve” comparados a outros meios de transporte sobre trilhos, tal como o Metrô e o Subúrbio.

Houston - Texas - EUA

Houston - Texas - EUA (Wikipedia)

O veículo, ou seja, a composição é conhecida, internacionalmente, como “Tram” e mais especificamente no Brasil como “Veículo Leve”. Seu bom desempenho no transporte de deve, em linhas gerais:

  • Pela sua exclusividade no circuito percorrido, na grande maioria das vezes sem compartilhar com o tráfego local e permitindo, assim, uma fluidez adequada para atender sua meta de demanda a estabelecimento de horários.
  • Embarcado com alta tecnologia, possui uma comunicação contínua com um Centro de Controle que se responsabiliza pela organização e fluidez dos trens no seu circuito de forma harmônica.
  • Um sincronismo com a sinalização de tráfego de automóveis local oferece, sempre que possível, prioridade para a passagem dos Trams nos cruzamentos de via.
  • As estações assemelham-se a modernos pontos de ônibus, ao nível do solo e sem altas plataformas, escadas ou elevadores, facilitando a mobilidade e fluidez das pessoas, ponto fundamental para seu sucesso.
Futuro Tramway de Brasília - Brasil

Futuro Tramway de Brasília - Brasil (Wikipedia)

A energia para movimentar a composição normalmente é proveniente de subestações elétricas utilizando-se de pantógrafos semelhante aos trólebus das capitais brasileiras, porém, com o avançar das tecnologias, já utilizam-se outras alternativas de alimentação pelo solo (APS – Alimentação pelo Solo) ou banco de baterias mais utilizados atualmente em trechos onde o visual turístico não pode ser comprometido. O estudo é permanente e tecnologias de armazenamento e reuso de energia de frenagem já estão sendo avaliadas.

Sempre falo que o Mandamento 1 do Tram é que a segurança de sua movimentação está concentrada nas ações do “condutor”. Apesar dos níveis de segurança tecnológicos que estão disponíveis na movimentação do veículo, é o condutor que irá movimentá-lo como se fosse um veículo compartilhando o trânsito da cidade e desta forma, é treinado para estar atento ao seu contorno e oferecer aos seus usuários uma viagem agradável e segura. Para esse fim, a velocidade permitida para o veículo é limitada a valores de acordo com a distância segura dos pontos de parada. Chamamos esse tipo de condução como “Marcha a Vista”.

Com sucesso consagrado internacionalmente, várias cidades no Brasil já apresentaram interesse nessa solução também motivadas pela preparação do transporte público visando a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Comparado economicamente a outros meios de transporte sobre trilhos, apresenta investimento e tempo de construção menores que viabilizam sua opção de implantação.

Apesar de ter o seu leito (trilhos) projetado especificamente para acomodar o Tramway, hoje já existem disponíveis soluções que permitem com que o veículo possa adentrar à rede de subúrbios local da sua cidade permitindo ampla integração desses meios semelhantes de transporte.

Pretendemos abordar mais detalhadamente os assuntos de cada parágrafo apresentado neste breve descritivo. A contribuição de terceiros é sempre bem-vinda.

Nota: As imagens deste artigo são provenientes do site da Wikipedia.org

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>